ND AMA

TEM CAFÉ NO NOME, MAS NÃO É DE BEBER!09/06/17

Gasolina e Cafeína apresenta: Motos nacionais customizadas

O mercado da customização de motos nacionais nunca esteve tão aquecido como agora. Ele vai de pequenas garagens e customizadores amadores, que trabalham nas próprias motos, a grandes oficinas com projetos exclusivos para motos novas.

 

As tradicionais “Café Racers”, que foram desenvolvidas por jovens europeus (principalmente pelos rockers rebeldes Ingleses) na década de 1960, tentavam ganhar velocidade e performance retirando o peso e tunando os motores, com o objetivo era correr de café em café e chegar antes do término de alguma música tocada nas jukeboxes. Elas são as avós das superesportivas atuais! Essa cultura, meio século depois, vem ganhando adeptos pelo Brasil, com as cafés nacionais feitas em cima das CBs e Viúvas Negras, dentre outras.

Tudo começou assim!

                   

 

Aqui pelas Minas Gerais, surgiram nos últimos anos muitas marcas que oferecem ao cliente um projeto personalizado, como a 031 Café Racer (@031caferacer), Bud’s Motorcycles (@buds_motorcycles) e a Racer Machine (aqui), do meu amigo Leandro Rallo. Já pelos lados da cidade de São Paulo, temos a Bendita Macchina (aqui), com um formato de motos 0km personalizadas e projetos feitos a quatro mãos com desenhos exclusivos ao gosto do cliente. É como se comprássemos uma moto e saíssemos com ela para fazer compras, vestindo a nova amiga com um traje especial.

Customizada e novinha em folha!

A loja faz a assessoria na compra, parcela o valor do projeto, testa e emplaca a moto e, em 120 dias, o cliente já pode sair com sua "macchina" pelas ruas.

Aqui ela customizada pela Racer Machine

Então... Você que tem aquela moto velha na garagem? Quem sabe uma nova roupagem não dá vida a ela?

 

#acelerando

 

MARCELO DIOGO (COLABORAÇÃO ESPECIAL)

FOTOS DIVULGAÇÃO SITE BENDITA E GUSTAVO BALESTEROS




COMPARTILHE A MATÉRIA


COMENTÁRIOS




MENSAGEM




FACEBOOK