GENTE

CARNAVAL POR QUEM SABE CARNAVALIZAR07/02/18

Dicas do Edu, da Gabi e da Luisa!

Você já sabe em quais blocos vai sair? Se ainda não, fomos atrás de alguns foliões de carteirinha da cidade para descobrir os blocos imperdíveis que vão fazer o Carnaval ferver!

Curioso? Confira:

Eduardo Faleiro – Diretor de conteúdo e relacionamentos da CASACOR Minas 

                                      

"Meu escolhido é o Bloco da Bicicletinha! Este ano eles completam cinco anos! Além do charme de uma moçada fantasiada em cima das bikes, o bloco tem uma grande importância na discussão da mobilidade urbana e ocupação de espaços públicos. O bloco sai na noite do dia 8, quinta-feira, da Praça das Piranhas (Rua Sergipe 666), Savassi", indica. 

 

Luisa Luz – Estilista

                                

"Ahhh! Ué imperdível e do meu coração é o Bloco do Batiza, né?! Ele sai domingo de manhã, dia 11 de fevereiro, na Floresta e tem todo meu amor porque nasceu despretensioso! Era só um grupo pequeno de amigos querendo levar amor pra avenida! Mesmo nas proporções de hoje, ainda dá aquele arrepio na hora do hino, que tem a letra mais bonitinha do mundo: 'O amor é a prece que eu conheço!'.", conta Lu. 

 

Gabriela Silva – Designer

                                 

"Eu amo o bloco da Bicicletinha e o Tico Tico Serra Copo. Os dois têm uma relação muito legal na forma de pensar a ocupação e os usos da cidade. De maneiras diferentes, mas os dois abordam isso. O da Bicicletinha é na quinta (hoje) de pré-carnaval. E é muito emocionante ver uma cidade igual BH, que teve seu potencial ciclístico desacreditado por tanto tempo mostrando que também é dos ciclistas! Já o do Tico Tico é lindo! Ele percorre espaços que, pra maioria da população, são quase invisíveis ou sucateados. Ele é sempre no domingo e a localização oficial divulgada só 1 dia antes (é bom ficar de olho). Eles entram em contato com a comunidade, pra ver se é de interesse local receber ou não o bloco, o que geram uma relação de troca muito bonita! Durante o bloco, tantas vezes precisei ir ao banheiro e ao pedir pra ir em uma ou outra casa (Ele não costumam avisar a BHTRANS ou a Belotur, por isso não têm nem banheiro químico), os moradores abriam as portas com muita alegria e agradeciam muito por levar o carnaval até lá! É um dos blocos mais leves e contagiantes de BH!", Gabi dá a dica.

 

#anotou

 

JR MENDES (DA REDAÇÃO)

FOTOS REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

 



COMPARTILHE A MATÉRIA


COMENTÁRIOS




MENSAGEM




FACEBOOK